Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Casa Segura com o Seguro multi-riscos Habitação

Além do mau tempo, este Inverno provocou também o aumento de participações de sinistros multirrisco nas seguradoras. Os motivos foram vários: inundações, aparelhos eléctricos que sofreram descargas eléctricas ou mesmo telhados que voaram . Se é daquelas pessoas que pensam que as seguradoras só são boas na altura de receber, então está na hora de rever o seu seguro multirriscos.

A maior parte das entidades bancárias obrigam à subscrição de um seguro multirriscos. Mas a maioria fá-lo apenas para o imóvel e muitas vezes unicamente para o valor do empréstimo. Para poder dormir descansado deve possuir seguro para o imóvel e para o recheio com coberturas abrangentes e, de preferência, sem franquias. O valor a segurar deve ser o da reconstrução. Se tiver dúvidas a este nível, as seguradoras dispõem de uma tabela que calcula o custo do m2 na zona pretendida. É só fazer as contas para ter uma ideia de quanto custa a reconstrução da sua habitação.

Mas atenção! Um seguro multirrisco para a habitação não cobre tudo. É necessário ter conhecimento das coberturas que está a contratar, os capitais que abrange e as exclusões. Se estiver bem informado na altura da subscrição do seguro, também o estará se precisar de fazer uma participação de sinistro.

As coberturas deste seguro variam de seguradora para seguradora. No entanto, todas parecem concordar nas coberturas que devem fazer parte do seguro base: o risco contra incêndio. Ao susbcrever esta cobertura ficam garantidos os danos causados ao bem seguro (imóvel e recheio ou só imóvel ou só recheio) em consequência de incêndio, queda de raio ou explosão. Ficam ainda seguros os danos causados pelo meios empregues no combate ao incêndio, assim como pelo calor, fumo ou vapor provocado pelo incêndio propriamente dito.

Além desta cobertura muitas outras podem ser subscritas. Vamos analisar algumas delas.

Furto ou roubo

Com a contratação desta cobertura ficam garantidas as perdas ou os danos resultantes do furto ou roubo dos bens seguros. Se infelizmente for vítima de uma situação deste género, o que deverá fazer em primeiro lugar será chamar as autoridades competentes. Após apresentar queixa faça a sua participação à seguradora. Pode exigir o valor das perdas e/ou o valor dos danos resultantes do acto como portas arrombadas ou janelas partidas. O furto ou roubo de dinheiro, cheques, acções ou valores selados não está seguro. Atenção que deverá ter sempre em mente aquilo que segurou: o imóvel ou o recheio ou ambos. O ideal é ter ambos seguros pois assim tem tudo salvaguardado.

Fenómenos sísmicos

Nunca que sabe quando pode ocorrer um sismo, principalmente se vive numa zona propícia a esses eventos. Se subscrever esta cobertura ficam garantidos os danos causados pela acção de tremores de terra, maremotos, erupções vulcânicas ou iclusivamente fogos subterrâneos.

Danos por água

Ficam garantidos os danos por água causados aos bens seguros ocorridos em consequência da rotura ou entupimentos de canos do abastecimento de água ou por esgotos do edíficio. Nesta cobertura não ficam garantidos os danos provocados pos infiltrações ou humidades. Também não estão garantidos os danos ocorridos com a pesquisa da rotura.

Riscos eléctricos

Esta é talvez a cobertura onde incidem mais participações de sinistro. Se subscrever a cobertura de riscos eléctricos ficam garantidos os danos causados aos aparelhos eléctricos em consequência de alterações provocadas na corrente eléctrica. Ou seja se a sua televisão avariar em consequência de uma trovoada a seguradora indemniza o valor da reparação da mesma ou se esta não for possível o custo de um aparelho novo.

Esta é apenas uma pequena parte das coberturas deste tipo de seguro. Muitas mais há para explorar. Peça sempre as condições particulares do seu seguro ao seu segurador. Tire sempre as suas dúvidas. Confirme qual a sua franquia. Se puder subscrever o seguro sem franquia, melhor. E lembre-se: cliente informado é cliente segurado!

Subscrever actualizações

rss

Comentários

  1. Isa Costa diz:

    Bom dia!

    Estive a ler com muita atenção o seu artigo e achei-o muito esclarecedor, porém continuo com uma dúvida quanto ao meu caso… É que, de momento, estou a passar por uma situação extremamente desagradável pois o meu WC encontra-se completamente entupido em qualquer situação, seja devido ao uso da sanita, banheira ou bidé, excepto do lavatório, o que é curioso… Tenho um “ralo” redondo no chão e é daí que sobe a água, o que me está a danificar móvel do lavatório. Já tentei de tudo: mangueira com jacto de água, guia/corda de aço, desentupidor e, por último, ácidos diversos, mas nada funcionou… É horrível pois estou privada do uso do WC e tenho de recorrer ao WC minha sogra para banhos e “necessidades fisiológicas”. Já procurei a tampa de uma provável fossa,dado que é uma casa antiga que adquiri em Abril e poderia ser um daqueles casos em que é preciso chamar um camião para esvaziar a fossa, mas a verdade é que nem isso encontrei em parte nenhuma da casa, nem no exterior… Um picheleiro veio cá ver e disse que teria de abrir o chão para descobrir a origem do problema… Mas isso fica caro e eu precisava de saber se a participação desta situação é passível de ser aceite pelo meu seguro multirriscos… Já fui ao balcão do meu banco duas vezes (M.BCP), pois a Ocidental pertence-lhes e foi no banco que tive de me informar, a primeira vez disseram-me que participar iria agravar o meu seguro, mas a senhora não sabia pormenores sobre como funciona o seguro… Na segunda vez, disseram-me que não agravava nada, mas que a minha situação não é abrangida pelo seguro, devido a ser defeito de construção… Isso é verdade? É que nas Condições Gerais percebi que sim, leia-se:

    “4. DANOS POR ÁGUA CAUSADOS POR CANALIZAÇÕES E APARELHOS
    LIGADOS À REDE DE DISTRIBUIÇÃO
    Garante os danos, provocados por água, de carácter súbito ou
    imprevisto, causados aos bens seguros em consequência de:
    a) Rotura, defeito, entupimento ou transbordamento da rede
    interior de distribuição de água e de esgotos do edifício (incluindo
    nestes os sistemas de esgoto de águas pluviais), assim como dos
    aparelhos ou utensílios ligados à rede de distribuição de água e
    esgotos do edifício e respectivas ligações e ainda as fugas de água
    provenientes de instalações de aquecimento ou de refrigeração.
    b) Danos decorrentes de rotura, defeito, entupimento ou
    transbordamento de canalizações com mais de 20 anos não são
    indemnizáveis, salvo se a canalização estiver em bom estado de
    conservação.
    c) Garante-se ainda a própria reparação (ou pesquisa, se esta
    cobertura estiver contratada) do cano ou esgoto, mas apenas no
    local exacto onde se deu a ruptura, salvo se o estado de conservação
    da canalização o não aconselhar, situação em que a ruptura não será
    reparada.”

    Isto não significa que a minha situação pode ser participada? É que eu percebi que sim…
    Além de que A casa pode ter 44 anos, mas o antigo dono fez obras aqui, às tantas “aldrabou” a canalização”, logo não é responsabilidade do construtor (que além do mais já faleceu) mas sim do dono anterior. E não acha que eu deveria ter acesso a uma resolução por parte do meu seguro?

    Agradeço-lhe imenso a sua disponibilidade e peço desculpa pelo testamento, mas estou desesperada com isto tudo…

    Obrigada.
    Isa Costa

    • Sandra diz:

      Cara Isa Costa
      Antes de mais deixe-me dizer-lhe que estou solidária com o seu desespero que é mais que justificado.
      Realmente uma das maiores desvantagens em se subscrever um seguro através de instituições bancárias é precisamente a falta de diálogo e a divergência de informações a que as mesmas sujeitam o cliente.
      Relativamente ao seu caso, independentemente da opinião do funcionário do banco, aconselho a D. Isa a participar o sinistro directamente à seguradora e esperar pelo parecer da mesma. Peça um orçamento de reparação a um técnico e envie juntamente com a participação. Pode participar o sinistro por mail ou fax mas o melhor é contactar a Ocidental através do telefone 210042490 e saber qual a melhor forma para o fazer.
      Infelizmente não lhe posso dizer se o seu caso está ou não coberto pela apólice porque não tenho conhecimento das coberturas da sua apólice. Na verdade as Condições Gerais são comuns a todas as apólices multirrisco da seguradora. Mas cada apólice tem coberturas específicas referidas nas chamadas “Condições Particulares”. Não sei se possui ou não esse documento. Se não o possui tem legitimidade para o solicitar. De qualquer das formas participe o sinistro. Normalmente as seguradoras não demoram muito tempo a responder. Se aceitarem a responsabilidade do sinistro óptimo. Se pelo contrário a resposta não lhe for favorável e, se tiver a certeza que possui a cobertura na apólice, pode sempre reclamar e expor o seu ponto de vista.
      Espero sinceramente ter ajudado.
      Cumprimentos
      Sandra

  2. Rosa Vieira diz:

    Olá boa tarde li o seu artigo, e já tentei procurar encontrei resposta para o meu caso, tive um sinistro em minha casa tenho seguro Lar com riscos eléctricos pagaram-me os equipamentos avariados, mas não me querem pagar a recuperação dos dados perdidos num servidor de rede, pois alegam que não faz parte do contratado que recuperação dados informáticos só está coberto para seguros comerciais.

    Se me pudesse ajudar agradecia e pode ser que este assunto pelo menos chame a atenção de quem tem um seguro deste género.

    Obrigado os meus cumprimentos

    Rosa Vieira

  3. Carlos Oliveira diz:

    Boas tardes
    Li com muita atenção o seu artigo, no entanto não fiquei esclarecido no seginte ponto:
    Tive um problema com a queda de um raio numa moradia próxima da minha, como no seguro está a cobertura de riscos eléctricos, todos os electrodomésticos avariados foram reparados e pagos pela seguradora, no entanto tenho um furo onde se queimou o motor da bomba submersível o qual a seguradora não quer pagar, alegando que a bomba e o furo fazem parte do edifício e não do recheio. Gostaria pois que me esclarecesse sobre este ponto.
    cumprimentos

    • Sandra diz:

      Caro Carlos
      Efectivamente a bomba e o furo fazem parte do imóvel. Logo, se não possui seguro para esta parte do edifício o arranjo do motor da bomba não fica coberto. Além da bomba também os alarmes, por exemplo, não ficam abrangidos pelo recheio. Aconselho-o a subscrever igualmente seguro para o imóvel para no futuro não ficar prejudicado.
      Espero tê-lo esclarecido.
      Conte sempre connosco.
      Cumprimentos
      Sandra

  4. VERA FIGUEIREDO diz:

    olá, olha estou curiosa em saber do seguinte, ocorreu aqui em minha residencia pois moro no 2º direito e houve uma humidade no apartamento do 1º direito. O síndico que mora no apartamento 1º esquerdo veio até a mim a dizer que há uma possibilidade de ser da minha residencia essa humidade. Ele acionou um seguro pessoal dele me parece e estiveram aqui e fizeram uma veriguação na minha cozinha quebraram um pedaço debaixo da pia pra ver se há vazamento vindo daqui. E passado agora 1 mes ele coloca um seguinte aviso na entrada do edificio dizendo que é pra mim manifestar o meu seguro da casa para reparar danos no restaurante debaixo da casa dele. se ele mora no 1º esquerdo e abaixo dele tem um restaurante e eu moro no 2º direito. Então me diga lá, será que ele pensa que a culpa é nossa do restaurante ter danificado por minha causa??? gostaria de esclarecimento de vossa parte sem nenhum compromisso.

    • Sandra diz:

      Cara Vera
      A sua situação parece-me algo complicada. na minha opinião devia fazer a participação do sinistro à seguradora e deixar a mesma apurar se a responsabilidade das humidades é realmente sua ou não.
      Cumprimentos
      Sandra

  5. hugo lopes diz:

    boa tarde, ocorreu-me um sinistro derivado a trovoada lá em casa, que me avariou uma TV com 8 anos mas que me custou 2300€ na altura. Acontece que abri a participação do sinistro mas a companhia diz-me que o equipamento é antigo e so me quer repôr 350€ para puder comprar uma TV banal… ou seja eu tenho equipamentos de alta gama por isso mesmo fiz o seguro… e nao me cobre nem metade do valor em causa??? sinto-me lesado com a situação e gostaria que me informassem de como proceder…. urgente!!!! mto obrigado.. amaralmiguel_zzz@hotmail.com

    • Sandra diz:

      Caro Hugo
      Relativamente à questão que me coloca, a verdade é que não existe uma legislação específica que determine qual o valor a indemnizar em caso de dano. A seguradora pode indemnizar pelo valor da fatura de compra, orçamento de reparação ou pelo valor do objecto à data do sinistro, dependendo do que foi contratado aquando da subscrição da apólice. Deve verificar nas suas condições da apólice qual a forma como a sua seguradora tem o dever de indemnizar. Pelo que refere parece-me que está a indemnizar pelo valor atual da TV e não pelo seu valor em novo ou pelo orçamento de reparação ou substituição.
      Apesar de se sentir lesado a verdade é que se subscreveu uma apólice que só garante indemnização pelo valor atual do objecto, não existe grande coisa a fazer. No entanto aconselho sempre a reclamar junto da seguradora apresentando o seu ponto de vista, até porque me parece que se trata de uma desvalorização exagerada!
      Cumprimentos,
      Sandra

  6. Rosa Silva diz:

    Boa tarde,

    Moro num 3º andar com varanda aberta e a vizinha de baixo tem a varanda fechada. A vizinha de baixo queixou-se que tem infiltrações no teto dela, ou seja, chão da minha varanda que por sinal tem aspecto de ter ferro danificado no interior e dai não estar selado. De quem é a responsabilidade de arranjpo do teto do 2º andar uma vez que fechou a varanda por opção. Danos por água de chuva estão cobertos?
    Urgente, obrigada.
    Rosa Silva

  7. Maria Taveira diz:

    Na hora de escolher uma das seguradoras para efectuar um multi-riscos habitação (e não só) fica-se sempre com a dúvida sobre qual escolher tendo como parâmetros a relação preço/qualidade.
    Poderei aqui obter alguma indicação?
    Obrigada.

    • Nuno diz:

      Olá Maria

      A relação preço/qualidade deverá ser a relação preço/coberturas. Apenas se podem comparar seguros que apresentam as mesmas coberturas de risco. Depois é só escolher o que mais interessa a cada um.

      Cumprimentos

  8. sameiro Bras diz:

    Boa noite
    Sera possível que me informe se eu tenho direito a reparaçao do meu frigorifico pois aconteceu a momentos que uma descarga qualquer deitou a energia a baixo e o frigorifico parou. Pois eu tenho riscos eléctricos.
    Obrigada

  9. Ricardo Madureira diz:

    Tenho um seguro da casa e recheio. Recentemente deparei-me com um entupimento no esgoto do lava-loiça, no exterior da moradia. Como reparei nisso de imediato, não tive qualquer inundação na casa nem nenhum eletrodoméstico avariado, contudo terei de fazer obras para reparar a canalização que está entupida. Essa despesa poderá ser paga pelo seguro?

  10. Vâni diz:

    Bom dia,
    Gostava de esclarecer uma dúvida. Tenho uma infiltração causada por um cano na parede do quarto com a casa de banho. Participei ao seguro e recebi a perita que me disse para fazer a pesquisa pela parede do quarto para minimizar os estragos. Foi o que fiz. Efetuei a abertura da parede do quarto, mas como os canos estão mais próximos da parede da casa de banho partiram-se alguns azulejos da casa de banho e a tijoleira também da casa de banho. Até aqui tudo bem, pois a perita disse que pagava também o chão e aquela parede de azulejos da casa de banho incluindo o móvel. Mandei os respetivos orçamentos, contudo a perita agora diz-me que o orçamento para o chão está muito elevado. Sei que o seguro tem preços tabelados e aí entra a minha dúvida, gostava de saber esses preços para não ser prejudicada, pois quero colocar a tijoleira que escolhi para o chão mesmo que tenha que pagar o excesso. Onde posso consultar esses preços tabelados? Posso pedir-lhe para os consultar? O seguro é o multirriscos da “Lusitânia”.
    Obrigada.
    Vânia Rodrigues

  11. Daniela diz:

    Boa Tarde,

    Ocorreu um sinistro em minha casa devido ao rompimento da mangueira de água da maquina de lavar roupa, o que provocou uma grande inundação da minha casa e nos dois pisos inferiores (arrecadações e garagens), participei o mesmo à seguradora (tenho 2 seguros multiriscos e recheio), os danos são avultados, na minha casa o chão flutuante, rodapés e paredes precisam de ser substituidas, assim como alguns móveis que ficaram danificados. Quer o seguro multiriscos quer o de recheio contemplam danos com água. Deve ser o meu seguro a cobrir os danos nas arrecadações dos vizinhos ou teram eles que acionar o seu proprio seguro?

  12. Nuno Lopes diz:

    Li com muita atenção o seu artigo no entanto fiquei com uma dúvida. Contratando um seguro multiriscos habitação para a minha fracção que contemple os “danos por água”, esta cobertura estende-se também a minha permilagem nas partes comuns do edifício ou cobre apenas e somente a minha fraccção??
    As condições particulares da minha apólice não especificam nada acerca deste tipo de situação abrangência das partes comuns do edifício).
    Obrigado!!

  13. Ricardo Barata diz:

    Boa tarde,
    Venho por este meio pedir informação sobre um seguro de casa que fiz.
    Neste caso ocorreu uma trovoada e queimou um LCD no valor de 589€, fiz orçamento e chegou-se á conclusão que não tinha reparação. A seguradora (Tranquilidade) enviou um cheque no valor de 17,80€. Acho muito pouco mas não estou dentro do assunto e por isso gostaria que me esclarecesse. A franquia é de 100€.
    O que vem na carta de esclarecimento da seguradora é o seguinte:
    “Este valor de 17,80€, está conforme a tabela de 20% ao valor de aquisição de 589,00 para o equipamento participado – LCD Samsung – (aparelho com mais de 5 anos) de acordo com os limites para a cobertura de “riscos eléctricos” (589€ x 20%=117,80€ – 100€ franquia = 17,80€)”

    Bem se é mesmo assim, num aparelho de 589€ recebermos 17,80€ por ele, não vale a pena ter este tipo de seguro.

    Aguardo resposta para rbarata.manutencao@gmail.com
    Obrigado pela atenção,
    Ricardo Barata

    • sandra diz:

      Caro Ricardo,
      Efectivamente é comum as seguradoras aplicarem uma desvalorização nos aparelhos eléctricos. Na Tranquilidade esta desvalorização é de 80% para objectos a partir de 5 anos, o que significa que só pagam 20% do valor tal como referiu. Mas esta desvalorização só se aplica à cobertura Riscos Eléctricos e, na maioria dos casos, só em caso do objecto não ter reparação. Desta forma discordo consigo quando refere que não vale a pena ter seguro. Bem pelo contrário, é muito importante ter este tipo de seguro pois a qualquer momento pode haver um sinistro mais grave que uma televisão como um incêndio ou uma inundação.
      Ao dispor
      sandra

  14. pedro rocha diz:

    Tive um sinistro na minha habitação, devido a uma frigideira ao lume, provocou um pequeno incêndio, levando à inutilização completa do exaustor e provocou danos na porta e na sanca do móvel da cozinha. pedi um orçamento e enviei à companhia de seguros, onde tenho uma apólice de recheio.
    Fui informado pela mesma que não tenho direito a qualquer tipo de indemnização porque o móvel da cozinha faz parte do imóvel, como parte integrante.
    Se não há direito à compensação do móvel de cozinha poderei exigir indemnização em relação ao exaustor?

  15. Rui diz:

    Boa tarde,
    Li o vosso artigo, mas ainda me surgem algumas duvidas, aconteceu um sinistro na minha habitação, sendo um incêndio na cozinha danificando alguns electrodomésticos, sendo que tenho seguro multirrisco numa companhia, e seguro de recheio noutra companhia, não sei onde os indicar.
    gostaria de saber se os electrodomésticos que já se encontravam na habitação quando a compra (placa, forno, maquina de lavar roupa e loiça) se estes são parte integrante do imóvel????e de quem é a responsabilidade de me indemnizar dos danos sofridos????
    Obrigado

  16. Laura Martins diz:

    Boa noite
    tenho seguro habitação e recheio. E nele está incluído mobiliário fixo. A porta e a prateleira deste móvel cairam sobre a tijoleira danificando-a. Estou assegurada neste sinistro?

    Obrigada pela atenção

  17. Laura Martins diz:

    Boa noite
    tenho seguro habitação e recheio. E nele está incluído mobiliário fixado. A porta e a prateleira deste móvel cairam sobre a tijoleira danificando-a. Estou assegurada neste sinistro?

    Obrigada pela atenção

  18. Patricia Teixeira diz:

    Bom dia,
    Eu tenho um seguro multi riscos, aconteceu que a minha habitação tem imensa humidade, sendo uma casa com apenas 5 anos, as paredes estão completamente danificadas, bem como o soalho dos quartos…
    Será q posso acionar o seguro ou será responsabilidade do empreiteiro?
    Antecipadamente grata

  19. cristina simao diz:

    Boa tarde,

    Tenho a porta do meu apartamento estragada.. tenho que ter muito cuidado se nao a porta nao abre.

    O seguro cobre portas????

    Cumprimentos

    Vanessa Simao

  20. claudia marinho diz:

    boa tarde eu moro num apartamento 3 direito e recebi hoje uma carta do condominio dizendo que o morador debaixo do 2 direito os contactaram porque tem infiltraçao no wc deles e dizem que a origem vem do meu apartamento. o condominio diz tb para eu entrar em contacto com o morador em causa ou participar o sinistro a minha companhia de seguros para que a situaçao seja resolvida. Eu pessoalmente acho um bocado estranho ter que ser eu a contacta-los o que acham que devo fazer sera que alguem pode ajudar por favor obrigada.

  21. Helena diz:

    A minha banheira de hidromassagem partiu, ao caír da minha mão um frasco de gel quando tomava banho.
    Custa 600 euros. Será que o meu seguro multirisco casa pagará este prejuízo??’

  22. Artur Vieira diz:

    Caro Ricardo:
    Tenho um seguro no BBVA seguros (de estrutura) e um seguro de recheio na CGD.
    Tive um incêndio na minha cozinha e o BBVA assume a estrutra, dizendo que o exaustor é recheio. A CGD, assume a placa vitrocerâmica, eletrodoméstico, mas não o exaustor pois diz que é estrutura. que faço?
    Lendo a apólice do BBVA, penso que é o BBVA, mas não é a intrepertação deles.
    obrigado

  23. Fatima Mendes diz:

    Boa tarde,
    Gostaria de saber se o seguro de fenomenos sismicos so é idemnizado se o imovel cair na totalidade, assim me foi informada pela seguradora.
    Agradeço atenção dispensada.
    Com cumprimentos.
    Fatima Mendes

  24. Alexandre diz:

    Boa tarde,

    Tenho seguro de recheio, acontece que a minha esposa ao limpar a casa ocorreu um pequeno acidente e partiu-se o LCD. Este seguro cobre este dano?

    Cumps

  25. Duarte diz:

    Cumprimentos: Gostava de tirar um duvida, esta semana ouve mau tempo com ventos fortes e levantou algumas telhas e pelos vistos devo ter algumas telhas partidas e entrou- me água pelo tecto da cozinha e como é casa de férias fui lá e encontrei a cozinha cheia de de água e os moveis todos molhados, tenho o seguro multi riscos e vou fazer a participação será que me pagam?

  26. Manuel Coelho diz:

    Bom dia , Gostava de saber o Seguinte ,Tenho um seguro de Habitaçao Multiriscos numa seguradora.
    Aconteçe que o valor Capital do Seguro é de 230.919. Euros e 14 Centimos e paguei uma fatura Anual de 409.75 Euros
    Gostava de ter uma Opiniao Vossa sobre este caso, uma vez que tenho colegas que me dizem que é muito caro.

    Obrigada pela atençao e um abraço



AVISO:Todos os artigos publicados no blogue mediador.pt são puramente informativos e não podem ser confundidos com aconselhamento financeiro.