Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Coberturas mais aconselhadas para o seguro do automóvel

Durante o momento da escolha de um seguro para o carro quase sempre surge a dúvida em relação a quais as coberturas mais aconselhadas para o caso, e se as mesmas justificam ou não o valor a pagar por elas. Sendo que o espírito de poupança de revela cada vez mais persistente nos dias em que vivemos, muitas são as pessoas que se deixam ficar pela cobertura mais básica e obrigatória, aceitando assim o risco de prescindirem da ajuda financeira conferida por outras coberturas, caso algo de inesperado aconteça com o seu automóvel.

A cobertura obrigatória

A cobertura obrigatória, que qualquer pessoa tem de ter, tem por objectivo proteger os danos corporais ou materiais causados a terceiros, durante um acidente, assim como aos passageiros do carro em questão, com excepção do condutor. No entanto, cada caso exige medidas diferentes, e por isso é necessário saber avaliar bem se existe ou não outra cobertura que possa ser vista como essencial para o seu carro. Não cai no erro de não fazer o seguro do seu automóvel, pois por um pequeno valor livra-se de grandes complicações.

Se o valor do automóvel é elevado

Geralmente, carros de grande cilindrada e valor comercial estão especialmente susceptíveis a roubos e práticas de vandalismo, sendo que, nesta situação em particular, coberturas como contra quebra de vidros, furtos ou roubos e incêndios são sempre aconselháveis, e podem ajudá-lo a superar as perdas no caso de algo inesperado acontecer com o seu carro.

Se o veículo for novo

Quando se compra um automóvel novo deve sempre adquirir um seguro com danos próprios para os primeiros anos, não vá acontecer algo de inesperado, como um pequeno despiste, e perder o seu meio de transporte. O seguro de danos próprios também pode ser imposto pela instituição financeira que financiou a aquisição para se precaver de situações indesejadas no futuro. Para reduzir o prémio deste tipo de seguro pode sempre pedir uma franquia um pouco superior.

Se viaja muito

Para quem passa muito tempo na estrada e viaja muito, como é o caso daqueles que, por motivos profissionais, têm de, diariamente, fazer dezenas, ou até mesmo centenas de Km, existem também algumas coberturas que poderão revelar-se bastante úteis, como é caso da privação de uso por avaria, assistência em viagem, objectos transportados, fenómenos naturais, entre outros.

A escolha das coberturas deverá corresponder a uma equação muito bem feita entre os maiores perigos a que o seu carro se poderá encontrar sujeito e aquilo que o seu bolso poderá pagar sem se sentir desfavorecido. Em caso de necessidade de aquisição de várias coberturas, é importante prestar uma atenção especial às mais diversas ofertas presentes no mercado.

Subscrever actualizações

rss

Comentários



AVISO:Todos os artigos publicados no blogue mediador.pt são puramente informativos e não podem ser confundidos com aconselhamento financeiro.