Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

História da AXA Portugal

O percurso da agora AXA Portugal começou há cerca de dois séculos, mais concretamente em 1835. Foi esta a data de criação da antecessora Segurança, uma Companhia do Grupo Douro. Porém, havia de ser já em 1853 que o maior impulso seria dado com a emergência da empresa Garantia, também ela dedicada ao ramo de seguros em todo o território nacional desde o início.

Três décadas volvidas, entrava no mercado lusitano a Urbaine-Vie através de diversos representantes, não esperando ainda o negócio que se viria a concretizar em meados de 1968, do qual resultou a integração na gigantesca multinacional Union des Assurances de Paris (UAP), formada precisamente na sequência da fusão prévia entre a Urbaine e Séquanaise, por motivos que nunca chegaram a ser conhecidos.

Por cá, em Portugal, a junção de entidades ganhava igualmente força, tendo significado, em 1979, a união corporativa entre cinco grandes seguradoras da altura, a Argus, Tagus, Ourique, Douro e Mutual. A junção deu lugar à companhia de seguros Aliança, que por acordo mútuo originou a Aliança UAP, nascida durante a privatização de 51 por cento do capital da Aliança S.A. em inícios de 1991.

A grande actividade no sector dos seguros despoletou nos anos seguintes intermináveis alterações ao cenário corrente, tendo sido fértil em inúmeras fusões, algumas das quais de grande peso. Contudo, a maior para a Aliança UAP foi sem margem para dúvidas a renovação de imagem e as respectivas actualizações que lhe estão associadas, para AXA Portugal, delegada lusitana que responde ao Grupo AXA, em actividade desde 1985 e que se passou a incluir, de 1999 em diante, a inglesa Guardian Royal Exchange.

Em termos recentes, a última modificação significativa no grupo AXA foi a adopção de uma imagem corporativa mais direccionada às tendências modernas, acompanhada pelo novo slogan da marca, “redefinimos standards”. Este pretende ser, segundo declarações oficiais do departamento de comunicação, mais uma forma de divulgar a posição da empresa: harmonizar objectivos de lucro com as expectativas dos seus colaboradores e clientes, com os quais pretende manter uma relação duradoura de proximidade.

Desde o início do milénio que a empresa-mãe tem consolidado a sua posição em solo nacional, sendo presentemente a quarta maior entidade do sector, estendendo os seus serviços a particulares, empresas e ao próprio Estado. Assim, garantindo um assinalável espectro de negócio, permanece na linha da frente dos ramos “vida” e “não vida”, que vai renovando com alguma frequência, numa clara tentativa de responder às exigências dos clientes em cada período.

Website da AXA: www.axa.pt

Subscrever actualizações

rss

Comentários



AVISO:Todos os artigos publicados no blogue mediador.pt são puramente informativos e não podem ser confundidos com aconselhamento financeiro.