Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Indemnização directa do segurado IDS

A indemnização directa do segurado IDS é um acordo entre seguradoras que visa agilizar o processo de indemnização ou reparação de danos materiais em sinistros automóveis. Este mecanismo de resolução torna o processo rápido, pois acelera o processo regularização do sinistro.

A utilidade deste mecanismo para além do ganho de tempo é que tudo é tratado com a companhia de seguros onde o Tomador e beneficiário do seguro, contratou o seu seguro de responsabilidade civil automóvel. É caso para dizer que o atendimento será sempre melhor, pois é a próprio segurador que recebeu o respectivo prémio que vai tratar do assunto. Muito diferente do que ir tratar da regularização com um companhia com a qual não tem qualquer relação comercial. Apresentando-se apenas como beneficiário de um sinistro ocorrido com um dos seus clientes.

Para ter acesso e usufruir deste benefício existe uma série de condições que é necessário observar, pois não é possível aplicar este método de resolução de sinistros em todos os casos.

Condições de acesso ao IDS:

  • O acidente ter acontecido em território português
  • Estejam envolvidos somente 2 veículos
  • Declaração Amigável de Acidente automóvel DAAA devidamente preenchida
  • As viaturas tenham matricula portuguesa e
  • Apólice de seguro válida (emitida por seguradora sediada em Portugal)
  • Prejuízos inferiores a 15000€ por viatura
  • Não existam danos corporais

O seguro de responsabilidade civil automóvel é obrigatório por lei, e é também um dos que gera maior concorrência entre as seguradoras, por isso o sistema de indemnização directa ao segurado é mais uma benefício para o condutor como para as seguradoras, já que assim o tomador de seguro não estabelece contacto com a companhia de seguros concorrência.

Pode-se dizer que para além de ser mais rápido e simples é também mais cómodo poder usufruir desta forma de regularização de sinistros.

Subscrever actualizações

rss

Comentários



AVISO:Todos os artigos publicados no blogue mediador.pt são puramente informativos e não podem ser confundidos com aconselhamento financeiro.