Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Razões para investir num PPR

Tenho-me deparado ultimamente com um descrédito por parte dos clientes relativamente aos PPR. Na verdade parece que este produto financeiro deixou de ter interesse por parte dos atuais aforradores. A própria Deco divulgou um artigo em que não aconselhava a subscrição dos PPR por já não terem interesse fiscal.

Discordo plenamente! Os PPR não foram criados para darem benefícios fiscais, mas sim e acima de tudo, para garantirem uma reforma mais justa. Pois ao contrário das pessoas que se reformaram até há 5 anos atrás, a reforma daqui a 10 anos vai ser miserável, garantindo apenas o mínimo dos mínimos para o reformado sobreviver. E é neste aspeto que o PPR faz a diferença: se até agora funcionava como um complemento à reforma, a partir de agora será a reforma de Segurança Social a ser um complemento ao PPR. O atual e crescente envelhecimento da população e a crise económica não prevê outro panorama. Temos mesmo de nos precaver e começar logo a poupar. E quanto mais cedo, melhor.

Resgates mais fáceis

A anulação dos benefícios fiscais nos PPR trouxe uma grande vantagem: como não deduz este benefício no IRS pode resgatar o seu PPR fora das condições previstas na Lei como era o caso de morte ou reforma. Neste momento o dinheiro está disponível sempre que necessitar dele. E se o objetivo continua a ser a reforma, em caso de dificuldade financeira pode resgatar as suas poupanças sem problemas.

Poupança fácil

Dizem os entendidos que devemos poupar mensalmente 10% do nosso rendimento. Ora para uma pessoa que ganhe o salário mínimo nacional essa poupança seria de €48,5. Mas tendo em conta o atual quadro de dificuldades económicas que atravessamos, torna-se difícil para uma família poupar esse valor. Mas com o PPR pode fazer entregas mensais a partir de €25. Ou seja, basta fazer um esforço de €25,00 por mês para garantir uma melhoria na sua reforma! Esta é assim uma grande vantagem relativamente à maioria dos depósitos a prazo, pois permite uma poupança mais fácil.

Taxas mais atrativas

Os PPR têm ainda outra grande vantagem. Tendo em conta os baixos valores passíveis de serem investidos, este produto consegue taxas muito mais atrativas que a maioria dos depósitos a prazo.

Assim, por todos estes motivos, não anule o seu PPR nem se deixe convencer que o mesmo não tem interesse. Antes pelo contrário, subscreva um. Um dia vai reformar-se. Como espera sobreviver?

Subscrever actualizações

rss

Comentários

  1. FRANCISCO SILVA diz:

    Devemos ver as coisas pelo lado positivo e o que diz é isso mesmo. Concordo consigo, o PPR continua a ser um interessante produto financeiro. Subscreva um PPR antes que seja tarde!

  2. Bruno Santos diz:

    Eu tenho um desde os 22 anos desconto 25€ todos os meses e nem dou por ela vou tendo uma boa quantia sem me esforçar.

  3. suely silva diz:

    o povo já não sabe em que e no qué acreditar., cada vez tem mais medo de investir as tuas poupanças., falta mais informação e esclarecimentos sobre este produto., espero sinceramente que cada vez mais pessoas subscreva um ppr para garantia do seu futuro sem muito sacrificio., pois realmente a segurança social será apenas um pequeno reforço ao ppr daqui mais alguns anos., deve-se pensar e ponderar contratar um(PPR) o mais cedo possivel.



AVISO:Todos os artigos publicados no blogue mediador.pt são puramente informativos e não podem ser confundidos com aconselhamento financeiro.